sábado, 26 de dezembro de 2009

Feliz 2010!!


Mais um ano se finda e deixa saudades...
Um ano que me marcou muito pois cresci e aprendi um pouco mais com as tristezas e alegrias que ficaram pra trás.


Obrigado Deus por tudo que fizeste por nós. Pela vida de meus familiares, minha esposa OZANA PEREIRA ARCANJO que muito me ajudou estando sempre do meu lado em todos os momentos, obrigado por fazer parte da minha vida. Há minha filha MARIA EDUARDA que está linda a cada dia que se passa, papai ama você princesa!!


Meus pais JOSÉ DE OLIVEIRA  & LUCILIA AMÉLIA A. OLIVEIRA, minha base e minha estrutura!! 


Quero magnificar ao santo de Israel pela IGREJA DA VILA "C" EM FOZ DO IGUAÇU e mui especial a vida do meu Pastor ELIAS ALVES DE OLIVEIRA e familia que tem me ensinado e apoiado meu ministério. 
Ao imenso Vocal Nova Vida que é uma benção em minha vida. O meu abraço a cada jovem que amo demais.


Quero através deste post agradecer a todos que estiveram em 2009 nem que seja por poucos minutos passeando por este pequeno cantinho que Deus preparou para nós. Louvo a ele pela sua vida, que em 2010 você possa voltar mais vezes com certeza. 


Desejo a todos um Feliz 2010 e em especial aos amigos e familiares que me rodeiam, o meu obrigado a todos.
Que este próximo ano que irá chegar seja uma benção em nossas vidas.
Muita PAZ, SAÚDE, E PROSPERIDADE!!


São so votos do Preg. Julio César

quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

Milagre de Natal


Mensagem especial há todos os seguidores e visitantes deste blog.




Quero neste Natal
Desejar não somente que tenha muitas felicidades neste dia
Mas sim que Milagres te dominam,
E te faça perceber que Natal
Não está somente na virada do dia 24 de Dezembro para o dia 25,
Mas está em todos os dias do ano.
Nesta virada está apenas a concretização de todos os desejos
Feitos durante todo o ano que se passou.
A noite de Natal é fantástica
A cidade fica toda iluminada,
As pessoas sorridentes,
E em instante tudo fica em paz…


O Milagre do Natal
Está no nascimento de nosso salvador
Jesus Cristo,
Ele com toda certeza não deseja um único instante de paz,
Mas deseja que todos tenham um milagre dentro de si.
O céu se ilumina,


Em homenagem a este dia tão sagrado entre todas as famílias.
Os pedidos são de prosperidade, paz e amor…
Mas se Natal é todos os dias do ano,
Por que então deixar para desejar felicidades
Somente em um único dia destes 365???


O Milagre de Natal está no sorriso que no dia-a-dia
Encontramos nas pessoas andando nas ruas,
Nas crianças brincando, enfim…
O Milagre Natalino está no desejo de cada um de ser feliz.
Pois Milagres existem sim,
Principalmente com tamanha benção de Deus,


Muitas Glórias, Conquistas e Emoções podem ser desejadas
Pois o Natal do dia 25 está chegando,
Faça seus desejos e acredite em todos eles,
Pois estão prestes a se concretizar nesta noite especial…
Feliz Natal e muita prosperidade para você nesse próximo ano
que está prestes a chegar!


Obrigado por fazer parte da nossa Familia!!


São os votos do Conf. Julio Cesar & familia.


Salmos 55:22 Confia os teus cuidados ao Senhor, e ele te susterá; jamais permitirá que o justo seja abalado

O que seria um Feliz Natal??






O Que É Um "Feliz Natal"?

"O anjo, porém, lhes disse: Não temais, porquanto vos trago novas de grande alegria que o será para todo o povo: É que vos nasceu hoje, na cidade de Davi, o Salvador, que é Cristo, o Senhor" (Lucas 2:10, 11).

Um entrevistador de televisão estava caminhando nas ruas de Tóquio na semana do Natal.  Como em quase todo o mundo, as compras de Natal são um grande sucesso comercial no Japão.  O entrevistador parou uma jovem senhora na calçada e perguntou: "O que quer dizer o Natal?" Rindo, ela respondeu:
"eu não sei.  Seria o dia em que Jesus morreu?" existia alguma verdade em sua resposta.



Nos dias atuais, mesmo nos países cristãos, o Natal parece uma festa de muitos presentes.  O único que não está presente é o Senhor Jesus, razão da comemoração do Natal.  As casas estão enfeitadas de bolas coloridas, as mesas estão repletas de pratos saborosos, por toda parte são encontradas garrafas de bebidas, todos se abraçam, cantam e dançam, tudo é alegria.  Mas onde está o dono da festa?  Onde está o Salvador?  Onde está o Senhor que nasceu para nos dar vida e vida com abundância?

Parece que Cristo continua relegado à manjedoura de Belém, longe de nossos olhos, de nossa casa, de nossas vidas.  Mas não deveria ser assim.  Ele é a única coisa importante do Natal, o motivo real de nossa alegria.

O Natal deve ser comemorado com Jesus na manjedoura de nossos corações, nas cores de nossa felicidade, na fartura de nossa adoração e obediência.  A festa é Jesus, a alegria é Jesus, os louvores são para Jesus, os abraços são dados por causa de Jesus.

O que significa ter um "Feliz Natal"?  Ganhar muitos presentes?  Comprar roupas novas?  Reformar a casa?  Tudo isso é apenas consequência de um "Feliz Natal".

Um "Feliz Natal" existe quando Jesus é o Senhor e Salvador de nossas vidas, o iluminador de nossos lares, o guia de todas as nossas decisões.  Isso é ter um "Feliz Natal"!



Conf. Julio César de Oliveira


Tempestades em nossas Vidas!!





Nenhuma tempestade emocional, espiritual, financeira... sejam estas quais forem, são maiores do que o Deus todo poderoso que criou todo o Universo.Nunca perca as esperanças, Jesus sempre te ajudará a sair das dificuldades
1. A situação vivida pelos discípulos
Eles estavam num barco com Jesus, em pleno mar, quando de repente, lhes sobrevém uma terrível tempestade, da qual era impossível fugir. Humanamente falando, estavam perdidos e iriam morrer afogados ou servir de alimento para os peixes. Eles então entraram em pânico, ficaram desesperados e amedrontados, pois não havia saída e certamente iriam perecer. Mas... Esperem, Jesus estava lá!

Bastava pensar e lembrar quem estava com eles no barco, para não mais temer. Se tivessem lembrado que com eles estava Jesus, o Filho de Deus, o Messias prometido, o Salvador do mundo, aquele que foi enviado pelos pecados da humanidade, que iria morrer... Mas, não afogado. Se os discípulos tivessem lembrado de tudo quanto Ele havia falado e prometido. Se tivessem pensado que jamais a missão de Jesus seria frustrada ou impedida por causa de uma tragédia, descansariam seguros. Poderia o Salvador do mundo morrer afogado ou ser comido por peixes? Isto só não era razão suficiente para não mais temer?

Pensar que enquanto Jesus estiver no barco acabaria tudo bem, que enquanto estivessem com Ele estariam seguros, mesmo não sabendo o que iria acontecer, ou o que Jesus iria fazer, uma coisa seria certa, afogados não iriam morrer. Bastava se agarrar a Ele e deixar a tempestade vir... Mas, ao invés desta atitude de fé e confiança nas palavras e na pessoa de Jesus, eles só viram a circunstância e, assim, temeram, temeram muito. Mas em todo caso, depois de passarem aperto por sua pouca fé e falta de confiança, ainda foram capazes de tomar uma decisão acertada: recorreram a Jesus.

Em tom de desespero e crítica disseram: “Como pode o Senhor dormir tranqüilo?” Acorda Senhor, perecemos! E o Senhor Jesus demonstra a Sua autoridade. Sob uma ordem Sua, fez-se grande bonança. Ele então, aproveita a ocasião para deixar-lhes uma lição. Jesus deixou os discípulos aprender que Ele está no controle de todas as coisas.

O medo e o pavor dos discípulos se transformou em temor a Deus. Que forma difícil de aprender a confiar em Jesus, não é mesmo? Em seu espanto eles exclamaram: “Que homem é este?”

Não é de rir e de se admirar com a pergunta? Será que eles não sabiam? Ora... Este é Jesus. Mas se você riu deles e os criticou, reflita:

2. A Nossa situação

Devemos aplicar a nós esta história. O pequeno barco representa a nossa frágil vida. O mar representa tudo aquilo que nos rodeia, o mundo que nos cerca do qual não temos como escapar, pois estamos nele. A tempestade representa os problemas da vida, as circunstâncias adversas que nos sobrevêm em nosso dia a dia. E o discípulo: sou eu.

Obviamente, a primeira coisa a ser feita é certificar-se de que Jesus está no barco, em minha vida. Se não estiver, a situação é realmente desesperadora, não haverá saída, não haverá a quem recorrer, e certamente você vai perecer. Então este primeiro passo é absolutamente essencial. Não viva sem ter a certeza de que Jesus está com você, e em você.

Se Ele estiver, o que eu preciso fazer é me lembrar de Sua Palavra, de Suas promessas e de Sua pessoa sempre presente. Ele diz: “Eis que estou convosco todos os dias”, “não andeis ansiosos”, “Deus cuida de vós”.

É preciso fé, muita fé. Esta foi a lição que Jesus deixou e que precisamos aprender, se não queremos afundar, nem sermos derrotados pela tempestade. Lembre-se, no mar, sempre haverá tempestades. Em nossa vida, não faltarão os problemas, as dificuldade e tribulações, mas o barco não precisa afundar.

3. Nós podemos estar em uma destas situações

a. Não ter Jesus no barco, e por isso não exercer nenhuma fé, conseqüentemente é estar condenado ao fracasso.

b. Ter Jesus no barco, mas viver sofrendo atormentado, ansioso e com medo em meio aos temporais, por falta de fé.

c. Ter Jesus no barco, confiar plenamente na Sua Pessoa e na Sua palavra, descansando na certeza de que Ele jamais falhará, jamais abandonará, e assim viver a vida que Ele tem para mim, vida intensa e segura, verdadeira e vitoriosa.

É vital certificar-me em qual destas situações estou, qual delas é a ideal para eu estar, e procurar transferir-me para ela. Precisamos nos certificar, não podemos nos arriscar a viver sem a absoluta certeza de que Jesus está no meu barco, na minha vida.

Então, se pouca fé é uma atitude irracional e condenável por demonstrar desconfiança na pessoa e palavra de Jesus, que atribuição dar aos que não têm nenhuma fé? Em último caso, é melhor uma pequena fé do que a ausência completa dela. Mas o ideal ao discípulo de Jesus, é viver cheio de fé, porém, repito, em último caso, ainda é preferível ter Jesus no barco e no momento do desespero poder recorrer a Ele mesmo tendo uma pequena fé, e assim experimentar os seus milagres, do que não ter nenhuma fé, não ter a quem recorrer, e assim perecer.

Não deixe para conhecer Seu Senhor na tempestade, conheça-O antes e, assim, estarás capacitado a enfrentar a tempestade por saber quem está com você. Conhecê-Lo em meio à tempestade é bastante doloroso.

É importante sempre lembrar que, se Cristo está no barco, não há por que temer a tempestade. Agarre-se a Ele, clame a Ele: “Senhor, estou perecendo”, certamente, seremos repreendidos, mas certamente seremos também atendidos.

segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

Conhece o Preg. José dos Clichês??



Uma História fictícia, mas condiz com a realidade de nossas festas Congregacionais.


Era um culto de domingo, em uma grande e tradicional igreja evangélica. O templo estava lotado, e tudo transcorria normalmente, após a oração de abertura, que terminou com o primeiro “amém” da noite.
Havia muitas pessoas não-crentes para ouvir a exposição da Palavra de Deus. No púlpito, os obreiros folheavam a Bíblia, esperando ter uma oportunidade para falar. E isso poderia acontecer, uma vez que o pastor pregara no domingo anterior e não costumava avisar com antecedência o pregador do próximo culto.
Após o momento de cânticos, com todos os conjuntos musicais, e a leitura da Bíblia Sagrada, o pastor anunciou:
— Vamos fazer uma oração e, em seguida, ouviremos uma saudação pelo pastor José dos Clichês, que hoje deixou a sua congregação, e gostaríamos de ouvi-lo transmitir uma rápida palavra.
O dirigente do culto começou a orar, e José, assentado na galeria por ter chegado tarde à reunião, lembrou-se de uma pregação que ouvira sobre o texto de 1 Pedro 3.15, cujo tema foi: “Estai sempre preparados”.
Terminada a oração com mais um “amém”, José se levantou calmamente e dirigiu-se ao púlpito, sem saber o que falaria, pois, mesmo sendo um ministro, não tinha nenhuma mensagem preparada...
A fim de ganhar tempo, fez questão de cumprimentar os vinte obreiros que ali estavam, um por um... Ajustou, então, lentamente, o pedestal do microfone e começou a falar:
— Saldo os irmãos com a paz do Senhor e os amigos com uma boa noite de salvação! Amém?
Como poucos irmãos responderam, ele reclamou:
— Parece que esse “amém” foi para mim. Saldo os irmãos com a paz do Senhor! Amééém?
— Amééééééééém... — o público respondeu.
— É motivo de grande alegria estar aqui neste lugar, pois anjos, arcanjos, querubins e serafins estão aqui, nesta noite. Amém, irmãos?
Ao som de um desconfiado “amém”, José continuou:
— O povo de Deus é um povo alegre! Olhe para o seu irmão e diga: “Eu profetizo unção de alegria sobre a sua vida!” — isso fez com que todos se movimentassem, se cumprimentassem e conversassem em voz alta durante alguns minutos...
Depois desse momento de — digamos — “descontração”, José continuou:
— Desejo, antes de proferir a poderosa e magnânima mensagem que já está em meu coração, cantar um hino para Jesus. Minha voz não está boa, mas vou cantar para Jesus!
Pedindo aos músicos uma nota, começou a cantar de forma desafinada a canção Jesus Tomou as Chaves do Diabo. Alguns irmãos sorriam, outros olhavam para o relógio, e a maioria cochichava:
— Que desafinado — todos, na verdade, sabiam que ele, por não conhecer música, pedira um tom muito alto. Pior que isso: estava cantando fora do tom pedido. Mesmo assim, não se intimidou e cantou o “hino” duas vezes!
Os obreiros do púlpito permaneciam de cabeça baixa, olhando para a Bíblia, enquanto o pastor da igreja — que parecia antever o que aconteceria — pronunciava em tom baixo um pejorativo “amém”. Quando ele pensava que nada pior poderia acontecer...
— Irmãos — disse José dos Clichês. — Esse hino é maravilhoso e me faz lembrar do tempo em que eu era um pecador, e a poderosa mão de Deus me alcançou... E quantas pessoas estão sofrendo, no pecado... Glória a Deus! Aleluia! Como disse o apóstolo Pedro, em Hebreus: “Horrenda coisa é cair na mão do Deus vivo”...
Não percebendo que havia aplicado o versículo de modo contraditório e citado a fonte erroneamente, ainda acrescentou:
— E essa mão vai tocá-lo nesta noite! Se você crê, levante a mão direita e comece a liberar a sua fé! Você é vencedor! Declare isso!
Apesar de gritar e pular, a ponto de suar e quase perder a voz, percebeu que não houve o “retorno” que esperava... O povo não estava tão impressionado com as suas palavras e atitudes. Assim, resolveu fazer uma oração:
— Fiquemos em pé! Vamos fazer uma oração de conquista! Vamos tomar tudo o que o Diabo nos roubou! Comece a liberar a sua fé! Determine agora a sua vitória! Exija que o Diabo deixe a sua vida!
Quando a estranha oração já durava vários minutos, e alguns irmãos já estavam sentados, ele concluiu:
— Em o nome de Jesus, eu determino que haja vitória para o seu povo e profetizo que todos recebam a bênção agoooooooooora! Diabo, eu exijo: Pegue tudo o que é seu e saia, em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém.
A essa altura, todos pensavam que ele terminaria a sua “rápida” saudação. Mas, folheando a Bíblia de um lado para o outro, prosseguiu:
— Bem, irmãos, para não ficar somente em minhas palavras, quero deixar um versículo para a meditação de todos. Desejo ler uma passagem conhecida, pois o salmista disse que a Palavra de Deus se renova a cada manhã...
Após alguns segundos de procura, voltou-se para os obreiros do púlpito e perguntou:
— Irmãos, quero deixar para a igreja aquele versículo que diz: “Quem não vem pelo amor, vem pela dor”. Onde está mesmo? Acredito que esteja em Eclesiástico...
— Irmão José, é Eclesiastes — manifestou-se um dos obreiros, em tom baixo.
Nesse instante, enquanto alguns irmãos riam de cabeça baixa, José continuava a procurar o versículo... Ele já havia consultado a concordância resumida que havia em sua Bíblia, mas...
Faltavam apenas vinte minutos para o término do culto, e o horário da pregação já estava atrasado em quase meia hora. Para complicar mais a situação, o pastor havia convidado Antonio das Revelações, um famoso pregador da Igreja do Evangelho Antropocêntrico, que chegara poucos minutos depois do início da “saudação”...
Antes que o pastor, um homem muito paciente, puxasse o paletó do irmão José, ele tomou uma atitude: fechou a Bíblia de forma brusca e, um tanto trêmulo, abriu-a de novo, lentamente, mantendo os olhos fechados e um dedo sobre uma passagem.
— Irmãos, eu resolvi tirar uma palavra, e caiu aqui em Salmos 32.9. E o Senhor vai falar com você agora, pois o nome de Deus é Já! Quem achou, diga “amém”. Quem não achou, diga “misericórdia”.
Ao ouvir um fraco “amém”, ele firmemente procedeu a leitura:
— “Não sejais como o cavalo, nem como a mula, que não têm entendimento, cuja boca precisa de cabresto e freio, para que se não atirem a ti”.
Lido o texto, o dirigente do culto, que mantinha um olho na Bíblia e outro no relógio da parede, não suportando a sucessão de atitudes inconvenientes, disse em alto e bom tom:
— Amém, pastor José. Agora é a hora da Palavra! Vamos ouvir a pregação!
José olhou para o pastor e, entendendo que dissera aquelas palavras em sinal de aprovação, para que ele continuasse falando e iniciasse, de fato, a pregação, respondeu, com ar de soberba:
— Esse versículo é muito profundo, e eu poderia ficar aqui falando muito tempo... Só não vou fazer isso porque o pastor me deu a oportunidade para apenas uma saudação. E eu quero ser fiel ao meu pastor. No entanto, gostaria de fazer só mais uma coisa... Olhem para mim!
Nesse instante, houve um momento de expectativa...
— Lemos um versículo que mostra o poder das palavras. Olhe para o seu irmão e diga: “Aprenda a usar o poder de suas palavras, pois com elas você pode produzir bênção e maldição”.
Boa parte do povo estava um tanto impaciente, haja vista a expectativa de ouvir o pregador convidado, e acabou não seguindo as ordens de José.
— Parece que os irmãos estão um tanto desanimados... Repreenda esse espírito de desânimo! Amém?
Sem ouvir sequer um irmão dizendo “amém”, José preferiu não insistir e, finalmente, concluiu:
— Eu agradeço a oportunidade, e que o Espírito Santo fale melhor em cada coração.
Como faltavam poucos minutos para terminar o culto, e o grupo de coreografia ainda pediria para se apresentar antes da mensagem — mais quinze minutos! —, a saudação, propriamente dita, ficaria a cargo do pregador convidado...
No entanto, este ainda falaria por mais cinqüenta minutos, pedindo que o povo respondesse a mais alguns “améns”... Antes de pregar sobre os seus assuntos preferidos, a prosperidade, os direitos do crente e os demônios, pediu a todos que olhassem para o irmão ao lado e dissessem:
— Eu te abençôo agora! E profetizo prosperidade sobre a tua vida!
O público acabou se animando um pouco com essa sessão de “profecias”, mas cansou-se logo, pois, a cada frase de efeito que o pregador empregava, dizia:
— Diga isso para o seu irmão...
De fato, ele parecia ser um homem de fé, pois relatou inúmeros encontros que teve com Jesus e os apóstolos, no céu, e com o Diabo, no inferno. Ele aproveitou para oferecer o livro As Revelações do Céu e do Inferno que Paulo Não Teve Coragem de Escrever, lançado pela editora Fé na Fé.
— Irmãos, eu recebi este livro quando visitei o céu pela primeira vez e conversei com o apóstolo Paulo. Ele me disse que não teve coragem de escrever em suas epístolas tudo o que viu, mas que me autorizava a divulgar essa mensagem para a Igreja dos últimos dias. Neste livro, estão revelados muitos mistérios que não se encontram na Bíblia...
Após a longa e polêmica pregação, o pastor — cheio de dúvidas quanto a tudo o que ouviu — impetrou a bênção apostólica e encerrou a reunião com o último “amém”!
Há um versículo que parece definir bem o que foram as pregações do José dos Clichês e Antônio das Revelações: “O princípio das palavras de sua boca é a estultícia, e o fim da sua boca um desvario péssimo” (Ec 10.13).

Ciro Sanches Zibordi

Texto extraído do livro Erros que os Pregadores Devem Evitar, editado CPAD

terça-feira, 8 de dezembro de 2009

As 7 Maravilhas do Mundo Evangélico


Em 07/07/07belíssmo CRISTO REDENTOR, no Rio de Janeiro, Brasil, foi eleito uma das novas maravilhas do mundo!
O símbolo do Rio de Janeiro, que acolhe a chegada de turistas do mundo todo à Cidade Maravilhosa, assume seu lugar na nova lista de Maravilhas do Mundo ao lado de seis outras obras: a Grande Muralha da China; acidade helenística de Petra, na Jordânia; a cidade inca de Machu Picchu, no Peru; a pirâmide de Chichen Itzá, no México; o Coliseu, antiga arena de combates em Roma; e o túmulo do Taj Mahal, na Índia.
Na época, aproveitando a oportunidade, eu também preparei uma lista com as sete "maravilhas" do mundo "evangélico", isto é, as que mais fascinam a maioria das pessoas que dizem servir a Deus, na atualidade.
1) Prosperidade.
 
Isto é, a falaciosa teologia da prosperidade. Esta, sem dúvida nenhuma, está em primeiro lugar, apesar de Jesus ter dito: "Buscai primeiro o Reino de Deus e a sua justiça" (Lc 12.13-31).
2) Extravagância. Quer dizer, a chamada "adoração extravagante", que pouco ou nada tem de adoração e muito de extravagância. 
Não há dúvidas de que os shows, com muita dança, diversão, gritos frenéticos (cf. Is 29.13; Am 5.23), etc. façam parte desta lista. E junto com eles as baladas gospel, as festas jesuínas, etc.
3) Experiencialismo. Numa época em que "super-apóstolos" e "super-pregadores" visitam literalmente "o Céu" e falam diretamente com "Deus Pai", "Jesus" (cf. 2 Co 11.4), Paulo, Maria, anjos (cf. Gl 1.8), etc., ninguém precisaria mais de um livro tão "desatualizado" como a Bíblia... Hoje muitos seguem aos seus impulsos e, como já temos visto aqui nesteblog, recebem mensagens de uma galinha (interpretadas por um galo!), ungem o Dedo de Deus, engatinham como leão no palco, marcam a vinda de Jesus para um sábado de 2007, recebem a unção do riso e sopros de "super-pregadores", caindo facilmente aos seus pés...
4) Ecumenismo. O negócio hoje é unir forças pelo bem comum. A doutrina divide. Temos de nos unir. Por isso, a cada dia surgem igrejas para todos os gostos... Já existem até igrejas "evangélicas" lideradas por "pastores" gays, voltadas principalmente para a turma GLBTS! Sabe qual é o lema deles? "O Senhor é o meu Pastor e me aceita como eu sou" (cf. 2 Tm 4.1-4; 1 Tm 4.1).
5) Teologicocentrismo. Há muitos que não apreciam muito o que já citamos acima, mas não abrem mão das suas convicções teológicas! Ainda que elas sejam contrárias à Palavra de Deus, não importa! O que vale é seguir aos seus teólogos preferidos, haja o que houver!
6) Farisaísmo. Esta "maravilha" também deve estar bem cotada por aqueles que se dizem conservadores, mas são, na verdade, extremistas. Sabemos que ser conservador à luz da Palavra de Deus é correto (Ap 3.11; 2 Tm 1.13; 1 Tm 6.20), mas os pseudo-conservadores apreciam bastante a prática de "coar mosquitos" e "engolir camelos".
7) Antropocentrismo. Realmente, o ser humano está no centro de todas as coisas. "Determine a sua vitória", "Você nasceu para ser um vencedor", "Profetize para você mesmo e diga isso e aquilo" são algumas das frases preferidas do mundo evangélico atual... Não tenho dúvidas de que o humanismo ou antropocentrismo é uma das "maravilhas" daqueles que se dizem servos, mas vão aos cultos só para receber, receber, receber... O negócio hoje é buscar a "restituição", invadir o terreno do Inimigo e pegar de volta tudo o que ele roubou, quebrar maldições...



texto: Pr. Ciro Sanchez Zibordi

quinta-feira, 3 de dezembro de 2009

Extra Extra!! Supermercado Gospel!!



Quer ganhar dinheiro rápido e fácil? É só abrir um mercadinho gospel. Porque é que dá tanto dinheiro? Porque os caras pedem o olho-da-cara nos produtos mais toscos, sem nenhum valor comercial: sabonetes, sal grosso, arruda e até pentes viram artigos de luxo nas prateleiras do mercado gospel, chegando a custar 100 vezes mais que o seu valor normal.

Alguns desses mercadinhos viraram verdadeiras empresas multinacionais, investindo no comércio de produtos extrangeiros. Uma dessas redes de supermercados, conhecida pelo nome de 
Universal Ltda., descobriu cedo que a muamba de Israel é um negócio da China, e desde então começou a importar água e azeite da “Terra Santa”, comercializando-os no Brasil à preço de ouro!

Já a outra multinacional, aquela do senhor Erro Erro, que no princípio era sócio do 
Universal, mas que preferiu abrir a sua própria rede, a Graça Ltda., apesar de também investir pesado em importações de Israel, quase não divulga seus produtos por meio da TV, preferindo comercializá-los por debaixo dos panos, no mercado negro.

Contudo, creio que o mais inteligente é aquele cara do Supermercado 
Mundial, que ao invés de importar produtos made in Israel, decidiu investir em produtos nacionais, incentivando a horticultura com a compra de milhões de rosas vermelhas, além de oferecer toalhinhas ungidas com a própria sudorese! Consumidores não faltam: outro dia eu assisti o programa deles e fui surpreendido com o relato de um senhor que adquiriu nada menos que quarenta toalhinhas dessas e enviou tudo em um malote para a sua família, lá no nordeste. É gente: a sudorese do apóstolo tá fazendo o maior sucesso na terra do “padim Ciço”. Santa idolatria...

Como vocês podem ver, o mercado gospel está em franca expansão. E para abrir uma franquia dessas é muito fácil; basta alugar a garagem e comprar umas cadeiras... Nem precisa gastar com púlpito: a dica é usar aquela mesa velha que está oxidando lá no quintal. Depois? É só oferecer cura, emprego, bens terrenos e tudo aquilo que Jesus não prometeu, e aguardar o crescimento. Mas você tem que lembrar de nunca mencionar que Jesus nasceu e morreu pobre, que seus primeiros seguidores foram grandemente perseguidos e muitos tiveram os bens confiscados por Roma, e que eles morreram por causa da sua fé. Venda a rosa, mas sem os espinhos!

O mercado de ações que se prepare, pois a gospelidade tem tudo para dar uma guinada no mercado financeiro mundial, e tudo no no nome de 
Gezuz! Enquanto isso, o verdadeiro evangelho de Jesus Cristo continua “encalhado”, e vai só acumulando poeira na prateleira do grande mercado da fé.


Fonte: Genizah
Autor: Leonardo Gonçalves

Pastor Marco Feliciano X Pr. Caio Fábio



Narciso (1594-1596), por Caravaggio.

"Posteriormente cheguei a dizer à minha mulher que julgava que havia sido muito veemente com ele; pois, de fato, o que vi aqui foi apenas um menino perdido no narcisismo do ministério, amando a glória das multidões mais do que a qualquer coisa; que é vaidoso do cabelo engomado ao sapato brilhoso; que tem prazer em seduzir e em se insinuar; que está longe de ser um homem sério; sendo, no máximo, um aspirante a Malafaia Meloso..." Leia todo o texto em Caio Fábio

Afirmando sempre gozar de toda a liberdade para dizer o que diz, visto que não está mais preso ao sistema "evangélico" falido e corrompido, o Rev. Caio Fábio não economiza em suas críticas veementes.

Digno de atenção é o fato de que todas as vezes que ele faz declarações bombásticas e sérias acusações, seus críticos em vez de confrontá-lo, preferem sair pela tangente através de ataques aos seus problemas passados, declarando que ele não tem credibilidade para dizer o que diz.

Particularmente, prefiro deixar as coisas muito claras quando sou acusado de algo. Aceito sem problemas uma acareação com o acusador.

Acusadores falsos precisam ser desmascarados. Pastores hipócritas, também.

Quem não deve, não teme!



Fonte: Pr. Altair Germano

quarta-feira, 25 de novembro de 2009

Barulho (Reteté) é Pentecoste??




Gostaria hoje de esclarecer uma pergunta enviada pelo meu amigo e Presbítero Evaldo. Ele nos enviou a seguinte dúvida: “ Por que os crentes barulhentos se consideram pentecostais?”


Para responder essa pergunta, que por sinal é muito pertinente, lanço outra questão: O barulho é a marca de um cristão pentecostal?


Amigos e leitores, atualmente a marca que evidencia um cristão avivado está no estereótipo da pessoa e não mais na alma e no espírito. Por incrível que pareça, o quanto você mais berra, mais grita, mais se “esperneia”, caí no chão, dança no “espírito” (não sei em qual espírito), mais avivado e pentecostal você é!




A Palavra de Deus é tão clara quanto ao avivamento do Senhor. O avivamento não se caracteriza por aberrações, gritos, milagres, mudanças litúrgicas e etc.... Avivamento é muito mais que isso!

O verdadeiro avivamento é provocado pela Palavra de Deus e resulta na mudança de conduta da pessoa avivada. Tudo em sua vida se faz novo, todas as áreas de sua vida são afetadas e tão logo essa pessoa passa a desenvolver os frutos do Espírito. (Gálatas 5.22-23)


Notemos que os frutos do Espírito Santo são: amor, alegria, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fidelidade, mansidão e domínio próprio. (Observe esses dois últimos frutos). Uma pessoa cheia do Espírito é mansa e possui domínio próprio sobre si, ou seja, não age por impulsos, por emoções, menos ainda por sensações e tem seu temperamento controlado pelo Espírito do Senhor.


Interessante essa “Teologia do Barulho” desenvolvida pelos Neopentecostais. Quem nunca ouviu o famoso jargão: “Pentecostal que não faz barulho está com defeito de fabricação”. Não sei qual a finalidade dessa frase, mas uma coisa é certa: Deus é não surdo!



Deus não é surdo e muito pelo contrário a sua Palavra diz que Ele conhece todos os nossos pensamentos, nossos intentos e nosso coração (Salmos 139), sendo assim não haveria necessidade de “berrar” ao ouvido de Deus, pois o Senhor não procura gritos e sim verdadeiros adoradores que é adorem em Espírito e em Verdade (João 4.24)


Uma coisa é certa essa Teologia do Barulho nada mais é que puro misticismo criado por “cristãos” que não conhecem a Deus e tão pouco a sua Palavra. Chamamos de misticismo o conjunto de normas e práticas que tem por objetivo alcançar uma comunhão direta com Deus. O problema é que quase sempre, os místicos são induzidos a prescindir da Bíblia e se basear apenas em suas experiências.



Efetuando uma exegese do derramamento do Espírito Santo em Atos 2, verifica-se uma ordem e que os sons estavam legíveis ao público em geral. Disse o médico e historiador Lucas: “E correndo aquela voz, ajuntou-se uma multidão e estava confusa, porque cada um ouvia falar na sua própria língua”(AT 2.6)



Lucas destaca que ouve entendimento do que os discípulos de Cristo falavam, por parte dos viajantes que estavam em Jerusalém:”Todos os temos ouvido em nossas própria línguas falar das grandezas de Deus”(v.11). O versículo 13 diz que alguns zombaram do acontecimento, alegando que os discípulos estavam bêbados, isso significa que houve um barulho inelegível?


O versículo 13 indica que alguns não entenderam o agir do Espírito Santo, mas isso não significa um barulho rock-roll, verificado em muitas reuniões pentecostais, que mais se assemelham ao Maracanã em dia de clássico do que um genuíno culto cristão.
Paulo nos alerta em 1 Co 14.23:”Se, pois, toda a igreja se congregar num lugar, e todos falarem em línguas estranhas, e entrarem indoutos ou infiéis, não dirão, porventura que estais loucos?


Paulo demonstra uma preocupação em todo o capítulo 14, que deve haver uma ordem na línguas e profecias no culto, a fim de que todos sejam edificados.


O barulho é característica do culto pentecostal?
a)
O culto pentecostal é racional (Rm 12.2). O culto barulhento, não dá lugar a reflexão e meditação.
b) 
O culto pentecostal tem ordem (1Co 14.40). Essa ordem não é de um cemitério, como dizia Apóstolo Paulo: os dons são exercidos com o propósito de edificar a igreja e não escandalizá-la.
c) 
O principal propósito do culto pentecostal é glorificar a Deus e edificar a igreja (1Co 14.26). Um lugar onde o barulho reina, não há lugar para a Palavra de Deus e nem para a edificação do próximo por meio de palavras inteligíveis.
d) 
Os dons espirituais, quando exercidos segundo as regras estabelecidas pela Palavra de Deus, não causam desordem ou bagunça (1Co 14.29-33);
e) o culto pentecostal é dinâmico, mas há lugar para uma liturgia (1Co 14.26). O culto é feito por homens guiados pelo Espírito de Deus, porém o homem é que oferece o culto, seguindo assim uma ordem(liturgia).



Não podemos negar que a presença do Espírito Santo em nossas vidas abala nossa estrutura corporal. Não posso negar que muitas vezes me exalto quando estou pregando a Palavra do Senhor, entretanto tenho a convicção que Deus não olha a aparência e sim o coração do homem (1 Samuel 16.7)


Deixemos de lado as loucuras dos homens e tentemos compreender a loucura de Deus que é a sua Palavra. (1 Co 1.21)


Pastor Elder Sacal Cunha
Fonte: Blog o Sememador

É Hora de Sairmos de Cima do Muro!!


1 REIS 18: 21 Elias chegou perto do povo e disse: - Até quando vocês vão ficar em dúvida sobre o que vão fazer? Se o Senhor é Deus, adorem o Senhor; mas, se Baal é Deus, adorem Baal!



Porém o povo não respondeu nada.










Hoje somos cercados pelo pecado da omissão, da indecisão. O tempo todo encontramos na Bíblia a orientação divina ou de seus profetas para que nos posicionemos diante de Deus e do mundo que nos cerca. Obviamente, necessário é sair da zona de conforto e partir para o confronto. Foi essa a atitude do profeta Elias diante da indecisão do povo sobre quem era verdadeiramente Deus: - Até quando vocês vão ficar em dúvida? Essa pergunta é pertinente nos dias de hoje, onde tantas coisas tem ocupado o lugar de Deus em nossas vidas.






Porque o povo estava indeciso?










1º O MEDO DE TOMAR UMA DE DECISÃO – Ficar em cima do muro na vida secular em alguns casos é conveniente, no aspecto espiritual nunca. Deus espera do seu povo uma decisão irreverssível e não negociável. Temos a responsabilidade de nos posicionarmos e não vivermos uma vida ambígua, esquizofrênica, com múltiplas personalidades achando que temos a condição de enganar aquele que nos criou. Você é um cristão em cima do muro?






2º GOSTAVAM DA VIDA MUNDANA – Os códigos morais de Deus são inegociáveis, mas o de Baal e Aserá não. O povo tinha a autorização para viver uma vida promíscua, lotada de imoralidade sexual. Vivendo ao lado de Baal o sentimento de culpa seria menor, ao lado do verdadeiro Deus o confronto e reconhecimento das falhas são inevitáveis. Muitos estão barganhando sua fé em Deus vivendo uma vida como bem entendem ou desejam, até quando? Você tem servido a quem? Baal ou ao Senhor?










3º NÃO ESTAVAM DISPOSTOS A SE POSICIONAREM – Eles estavam apáticos e vivendo numa situação de comodidade e indiferença. Porque eles deveriam adorar ao Deus de seus pais e não a Baal ou Aserá? Hoje fugimos da realidade de encarar o amor de Deus por nós, Deus espera de nós uma posição, você já tomou a sua?






Que essa pergunta não faça parte da sua vida, ATÉ QUANDO? Que neste ano você se decida por amar a Deus abandonando a possibilidade de se agradar das coisas mundanas se posicionando de forma definitiva diante da cruz de Cristo, retribuindo o amor demonstrado por Jesus pela sua vida. Até quando? Espero que em Deus que até hoje somente...






Fonte: blog Genizah http://www.genizahvirtual.com/

 











Pr. Marco Feliciano Deputado Federal?


"Eu tenho um sonho, quero ser Senador e como Senador eu teria uma posição muito estabelecida dentro do país, inclusive eu tive uma chance de sair ao senado agora pelo norte do país, dois estados do norte do país vieram me procurar, bastaria com 3 meses eu me filiar lá, arrumar uma casa, ter um endereço poderia ter saído por lá. Estou saindo pelo Estado de São Paulo e acredito que possamos chegar lá. Queria somente pegar um gancho aqui e falar que eu conto não só com a ajuda de Orlândia, mas com a ajuda da região. Todas as cidades circunvizinhas São Joaquim da Barra, Morro Agudo, Sales Oliveira, Nuporanga, conto com a ajuda de todo mundo. É uma luta mais do que política, é uma luta pela nossa cidade. Quem sabe, depois dessa entrevista eu consiga marcar alguma reunião com alguns prefeitos, vereadores da região. E eles possam me dar uma mão nesse sonho."

(Fonte: Gazeta Popular)






Apesar da entrevista datar de 23/10, o fato para mim é novidade.






Não tenho problemas com pastores na política. Sobre isso, em breve escreverei.
Continuemos a orar pelo pastor Marco Feliciano, para que ele cada vez mais busque conhecer a boa, perfeita e agradável vontade de Deus para a sua vida.

quinta-feira, 19 de novembro de 2009

Trufo dos Profetas da Prosperidade!!


Amados leitores deste blog, li este post há poucos dias e resolvi publicá lo pois é uma grande verdade, como vários profetas, pastores da Prosperidade usam textos isolados para seus enriquecimento ilícitos.


Parece-me que pegar versículos isolados de Mt 7 é o super trunfo dos falsos profetas:

* Blindagem contra crítica: "Não julgueis, para que não sejais julgados" Mt 7,1

* Base da teologia da prosperidade: "Pedi, e dar-se-vos-á; buscai e achareis; batei, e abrir-se-vos-á" Mt 7,7

* O resultado é o que vale: "Pelos seus frutos os conhecereis" Mt 7,16

O problema é que o capítulo 7 de Mateus nos diz muito mais do que a interpretação deturpada de certos líderes da prosperidade.


O julgamento de falsos profetas

Mt 7,1 é bastante explícito sobre julgarmos os nossos irmãos, uma vez que estamos todos sujeitos ao pecado. Mas é interessante ler também Mt 7,15:

Acautelai-vos dos falsos profetas, que se vos apresentam disfarçados em ovelhas, mas por dentro são lobos roubadores.

Segundo o Michaelis online:

acautelar
a.cau.te.lar
(a1+cautela+ar2) vtd e vpr 1 Pôr de sobreaviso, precaver, prevenir: Acautele os transeuntes. Acautelar-se contra as intempéries. vtd 2 Tornar cauto ou prudente. vtd e vpr 3 Garantir, resguardar, segurar: Acautelemos nossa saúde. Acautelou-se de roubos. vtd 4 Guardar com cautela: Acautelei meu dinheiro. Sim, acautelei-o no cofre forte. vtd 5 Defender, proteger: Acautelar os fracos. vint 6 Usar de cautela: Nesse transe, devemos acautelar. Antôn: desacautelar, descuidar.

Como iremos prevenir os irmãos, garantir a proclamação do verdadeiro evangelhos e proteger a igreja de Cristo destes lobos se não os denunciarmos???

Expor o ensinamento errôneo de certos líderes não é sinônimo de fofoca, intriga ou inveja, como poderia ser entendido em Mt 7,1. Denunciar as bestas da prosperidade é seguir Mt 7,15!!!

Resumo: não devemos julgar um irmão em pecado porque nós também pecamos E devemos expor os falsos profetas.


Qual o seu pedido, falsa vítima?

Jesus demonstra o amor de Deus para com suas criaturas ao falar do Seu cuidado em atender as nossas orações em Mt 7, 7-11. Mas em nenhum momento Jesus diz que Deus é obrigado a dar o que você pedir!

Lendo um pouco mais:

Tudo quanto, pois, quereis que os homens vos façam, assim fazei-o vós também a eles; porque esta é a Lei e os Profetas Mt 7,12

E o que dizer daquelas orações muito comuns em certas igrejas para tirar o emprego do chefe e pedir a falência do concorrente??? Os fiéis da prosperidade não estão nem um pouco interessados em fazer o bem ao próximo, só em exigir carros, mansões e outras coisas...

Resumo: devemos confiar em Deus e em Seu amor, orando e praticando este mesmo amor ao nosso semelhante.


O fruto dos falsos profetas 

São vários vídeos com Marco Feliciano, Silas Malafaia e outros líderes rebatendo as críticas com o princípio do resultado. É mais comum ainda os defensores utilizarem esse argumento, como se os seus mestres fossem grandes exemplos de piedade, abnegação e humildade cristã que conseguem levar muitas almas para Deus.

Vamos ler Mt 7, 16-20:

Pelos seus frutos os conhecereis. Colhem-se, porventura, uvas dos espinheiros ou figos dos abrolhos?

Assim, toda árvore boa produz bons frutos, porém a árvore má produz frutos maus.
Não pode a árvore boa produzir frutos maus, nem a árvore má produzir frutos bons.
Toda árvore que não produz bom fruto é cortada e lançada ao fogo.

Assim, pois, pelos seus frutos os conhecereis.

Quais os frutos da teologia da prosperidade? Um bando de gente que quer ser rica, esquecendo-se do cuidado e do amor de Deus. Um bando de líderes milionários com a ignorância alheia, que profanam a Palavra de Deus.

Quais os frutos da quebra de maldições? Um bando de gente com medo dos pecados dos antepassados. Um bando de líderes milionários com a ignorância alheia, que profanam a Palavra de Deus.

Quais os frutos da confissão positiva? Um bando de gente que acha que o poder está em seus lábios e não em Deus. Um bando de líderes milionários com a ignorância alheia, que profanam a Palavra de Deus.

Você realmente acha que esses frutos são bons???

Resumo: a teologia da prosperidade, quebra de maldições e confissão positiva são falsas doutrinas ensinadas por falsos mestres que beneficiam a eles mesmos e ainda afastam as pessoas do verdadeiro evangelho. São frutos maus de árvores más!

E Mt 7 ainda tem mais...

Entrai pela porta estreita (larga é a porta, e espaçoso, o caminho que conduz para a perdição, e são muitos os que entram por ela), porque estreita é a porta, e apertado, o caminho que conduz para a vida, e são poucos os que acertam com ela.

Resumo: o evangelho nunca foi o caminho fácil!

Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus. Muitos, naquele dia, hão de dizer-me: Senhor, Senhor! Porventura, não temos nós profetizado em teu nome, e em teu nome não expelimos demônios, e em teu nome não fizemos muitos milagres? Então, lhes direi explicitamente: nunca vos conheci. Apartai-vos de mim, os que praticais a iniqüidade.

Resumo: milagres e sinais não são os únicos sinais de uma vida voltada para o evangelho. Temos que fazer a vontade do Pai!

E todo aquele que ouve estas minhas palavras e não as pratica será comparado a um homem insensato que edificou a sua casa sobre a areia; e caiu a chuva, transbordaram os rios, sopraram os ventos e deram com ímpeto contra aquela casa, e ela desabou, sendo grande a sua ruína.

Resumo: A única rocha é Cristo, o resto é areia

Bom, acho que não preciso dizer mais nada sobre a necessidade de praticarmos TODO o capítulo 7 de Mateus e não apenas algum versículos retirados do contexto.


Fonte: Genizah

quarta-feira, 11 de novembro de 2009

Grupo Diante do Trono perdeu o Caminho??



Por Matias Borba

Hoje estive lendo novamente um texto publicado no Blog Olhar Cristão, do Pb. joão Cruzué onde ele faz uma abordagem sobre o Grupo Diante do Trono e sua atual representação como grupo de adoração e louvor no brasil, LEIA AQUI: O texto faz uma ótima e atualizada análise sobre o caminhos trilhado pelo grupo que, segundo muitos, revolucionou a música evangélica neste País.

O Diante do Trono sem dúvida trounou-se uma referência em questão de qualidade de produção, divulgação e composições, mas ao mesmo tempo que foi crescendo, sua qualidade de composição parece ter ficado no passado por vários fatores. Falar do Diante do Trono não é uma terefa fácil, pois, os "fãs" do grupo, acham que qualquer crítica que se faça a eles, é proveniente de pessoas que detestam o grupo ou que tenha algum preconceito para com o mesmo, o que nem sempre é verdade.

Quando o DT começou com suas gravações, eles eram apenas um grupo de igreja, eu acredito que de fato Deus os abençoou com belas vozes e talentos para fazerem o melhor na área da música, o que ficou evidente nos primeiros trabalho, mas depois de algunas anos, algumas atitudes e posturas adotadas de alguma forma alguma coisa foi perdida e muito prejidicada com isso. Em detrimnento a isso, nos trabalhos mais recentes fica visível que a preocupação com a produção, o uso de mais tecnologia e divulgação parece ter tomado o lugar do persongem principal do grupo, no caso, Jesus.

José e Maria foram à Jerusalém e levaram Jesus com eles. Quando voltaram, apenas depois de três dias, descobriram que tinham deixado Jesus para trás. Foi preciso voltar todo o caminho para encontrá-lo novamente e só assim retomar o caminho de volta a Nazaré. Em alguns momentos de nossa vida com Cristo, nós mesmo erramos o caminho ou nos esquecemos de Jesus de alguma forma, Sei que para muitos o DT não deixou Jesus para tráz, mas em meu ponto de vista é o que fica claro, não apenas pelo fato de não terem a mesma repercusão de antes, mas por alguns motivos secundários que agora parecem ser primários.

Um exemplo de que o caminho trilhado pelo TD não é o de antes, é a perceria com a gravadora Som livre da Globo, todos nós sabemos que essa gravadora é secular e tudo ali gira em torno de lucro e não da exaltação de um Deus. Embora os motivos possam até ser por conta de dificuldades do grupo, não vejo com bons olhos esta parceria, pois o foco do DT pode ter sido perdido e trocado por apenas o desejo do lucro.

Outro exemplo de que o caminho trilhado agora pelo DT é a lucratividade são os shows realizados por seus integrantes como o Próprio André Valadão, que agora prega que cada showm é um culto e com este pensamento, agora faz até apresentações em eventos católicos e com grupos católicos(LEIA AQUI). Sem contar que o mesmo também tem parceria com a gravadora que agora quem sabe irá bancar o DT.

Com isso, será que o DT deixou Jesus para tráz e seguiu seu próprio caminho? Pode ser! E o que abaliza esta crítica construtiva são as próprias posturas adotadas pelo grupo. Depois dos primeiros trabalhos muita coisa mudou, e entendo que qualquer grupo músical pode ter lá suas mudanças, mas as mudanças do DT não foram apenas em relação a tecnologia empregada em suas produções, mas também em suas composições que não são mais as mesmas.

Penso que de fato na busca por melhores produções e tecnologia de ponta, o grupo esqueceu-se do principal que é a unção quem vêm do alto, e mesmo que isso seja inconsciente o resultado fica evidente em cada novo trabalho. Para uma volta ao principio de tudo se faz necessário reconhecer eros e um verdadeiro arrependimento, o que pode ser difícil pois quando a fama, o poder e as honrarias são muitas, fica difícil voltar atráz e reconhecer o erro, correndo assim o risco de perder o lucro agora adiquirido.

Espero realmente que o grupo abra os olhos para isso, infelizmente, os maiores grupos, pastores e pregadores dete País que cresceram muito, tem enorme dificuldade em reconhecer seus erros, e um simples texto como este pode ser visto como crítica de quem não tem compromisso em receber a tal verdade que tanto é divulgada no mundo gospel que impera neste País. O reconehcimento de erros, mudanças de caminhos e arrependimento é que faz de fato que a glória da segunda casa seja maior que a da primeira.

quinta-feira, 5 de novembro de 2009

É Deus na Vida Dele!!



Aí esta você, tentando decifrar
a Senha deste labirinto?
Que te faz sentir na alma
O gosto amargo do absinto
Na verdade isto tudo é um processo de transformação
E tem a ver com a lei da química
Pra cada ação há uma reação
Se a noite Deus te prova
De manhã ele te aprova
E dá a benção
Depois da metamorfose a lagarta
Do casulo vira a borboleta
Passa ser governador quem viveu na sarjeta
Quem se via derrotado se vê campeão
E quem estava lá no pó igual a Jó
Agora duplamente abençoado
Escrava se torna rainha
De um grande reinado
O cordeiro indefeso se torna leão

Eu estou vendo este casulo se quebrando
O Senhor te abençoando pondo sua glória sobre ti
Eu estou vendo quem buscava o seu fracasso
Dentro do seu próprio laço Deus fazer cair
Eu posso ouvir alguém falando bem baixinho
Que mudança repentina teve a vida dele!
Mas posso ver Jeova usando um profeta
Pra dizer em alta voz: E´Deus na Vida dele!

E´Deus na Vida dele
E´Deus na Vida dele

E tem a ver com a lei da quimica
Pra cada ação há uma reação
Se a noite Deus te prova
De manhã ele te aprova
E dá a benção
Depois da metamorfose a lagarta
Do casulo vira a borboleta
Passa ser governador quem viveu na sarjeta
Quem se via derrotado se vê campeão
E quem estava lá no pó igual a Jó
Agora duplamente abençoado
Escrava se torna rainha
De um grande reinado
O cordeiro indefeso se torna leão

O Que é ser um Cristão Radical ?



Você se acha um cristão? Um cristão radical? Porque? Será porque você usa camisas com o nome de Jesus ou fazendo propaganda de valores cristãos? Ou porque fala do jeitinho que os crentes acham bacana?


Ou ainda porque você não perde um dos congressos e agitos do meio evangélico como a vinda de escritores famosos ao Brasil para divulgar um livro, ou um encontro com milhares de pessoas que querem assistir a um determinado grupo ou pregador?


Não, não, fazer essas coisas que eu disse agora, não é pecado, nem falta de santidade, nem burrice, é legal! Eu faço isso, e tenho amigos que fazem também, quem não quer conhecer um referencial ou ouvir boa música? A grande questão é que tem gente que só faz isso. Onde estão os frutos? Onde está o caráter de Cristo?

As pessoas hoje em dia, esqueceram da tarefa da evangelização, da proclamação do reino, da vivência dos valores cristãos. Estão mais preocupadas por exemplo em dar pancadas em posturas que nem mesmo conhecem com relações a assuntos polêmicos do que ver se estão vivendo o evangelho e sendo como Jesus é.

Se você quer ser um cristão radical, comece a se examinar ao invés de examinar os outros, e faça dessa análise, uma possibilidade de melhora! Não podemos ser aqueles que coam um mosquito e engolem um camelo. Não podemos ser aqueles que falam mal dos ímpios e se sentam com eles para comer. Devemos ser aqueles que o mundo odeia, porque odiou a Jesus igualmente e não pode nos amar. Que Deus abra os nossos olhos para as verdadeiras questões radicais do evangelho e nos faça captar o verdadeiro sentido do evangelho da cruz de Cristo!

E no mais, tudo na mais santa paz!

NOTA: Esse post é inspirado na pregação "como ser um cristão radical" de Paul Washer! 


Fonte: Blog Pr. Marcio de Souza

quarta-feira, 28 de outubro de 2009

Eu Tenho um Chamado...




Eu Tenho um chamado 4/1
Eu não vou parar, a estrada é muito longa vou continuar.
Mesmo em meio às lutas, eu não estou só e te sinto aqui.
A vida é mesmo assim, tantas aflições eu tenho que enfrentar
Mas o Senhor está sempre a me proteger te sinto aqui
Quando o vento sopra contra mim
Os problemas tentam me abater
Eu me lembro, o grande Eu Sou me enviou.

(Refrão)
Eu tenho um chamado jamais vou me calar
Eu tenho um chamado o evangelho anunciar
Eu fui escolhido no ventre da minha mãe
Eu sei que Deus não abre mão de mim não.

(2X)

Há muito pra fazer não há mais tempo pra olhar pra trás ...

terça-feira, 27 de outubro de 2009

Evangelho da Prosperidade?




O propósito de Deus em criar o universo, é demonstrar a grandeza da glória de sua graça suprema no sofrimento de seu Filho.
Você irá unir-se ao filho para demonstrar a suprema satisfação da glória da graça unindo-se a Ele na via do calvário do sofrimento? Porque não há outra maneira que o mundo possa ver a suprema glória de Cristo hoje exceto que nos rompamos da disneylândia da América e comecemos a viver um estilo de vida de sacrifício missionário o qual mostrará ao mundo que o nosso tesouro está no céu e não na terra. É a única maneira.
 . .

O evangelho da prosperidade não irá fazer ninguém louvar a Jesus. Irá fazer pessoas louvar prosperidade é claro que eu teria um Jesus que me dá um carro. Quem não gostaria de ter um Jesus que me dá saúde, um carro, um bom casamento. Eu teria o seu Jesus se o pagamento é certo.
 . .
Essa não é a maneira como você irá ganhar sua universidade, vestindo o melhor, dirigindo o melhor, digitando no melhor. Isso não irá trazer nenhum louvor para o Cristo sofredor.

. . Não há outra maneira que o mundo possa ver a suprema glória de Cristo hoje exceto que nos rompamos da disneylândia da América e comecemos a viver um estilo de vida de sacrifício missionário o qual mostrará ao mundo que o nosso tesouro está no céu e não na terra. . .

Agora você entede porque o lema do ministério do John Piper é "Deus é mais glorificado em nós quando nós estamos mais satisfeitos nele."? . . 
Fonte: Voltemos ao Evangelho

Deus não fez o mundo e você para:
  • Transformá-lo em um parque de diversões;
  • Fazer de você uma pessoa milhonária;
  • Fazer de você uma pessoa de saúde eterna;
  • Fazer de você uma pessoa de beleza eterna:
Deus usa a cada instante da Sua misericórdia, caso contrário já teríamos sidos consumidos por nossos pecados de desobediência.
Deus, como deixou claro Jesus, quer e busca ADORADORES, isto é, pessoas que vivam para glorificar O Seu Santo Nome, e assim, Seu Amor e Misericórdia serem conhecidos pelos os que aindam vivem sob cadéias do inferno.
À Deus seja a Honra, a Glória e o Louvor, Hoje e Sempre, Amém. 

Fonte e Créditos: Blog Pensar e Orar